×

Tudo sobre: Dodge Charger R/T 1970

Dodge Charger R/T 1970 Black Metallic

Tudo sobre: Dodge Charger R/T 1970

O Dodge Charger R/T 1970 é um icônico muscle car com design marcante e motor potente, representando a fusão perfeita entre estilo e desempenho. Suas linhas agressivas e potência inigualável tornam-no um símbolo duradouro da era dos muscle cars. Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre esse carro que fez história nas ruas e nas telas.

Motores

O Charger R/T 1970 tinha um motor V8 Magnum de 440 polegadas cúbicas (7,2 litros) com 375 cavalos e 490 libras-pé de torque. O carburador de quatro corpos alimentava esse motor, que tinha uma taxa de compressão de 10,5:1.

Mas havia outras opções de motorização para quem quisesse mais desempenho. O Six-Pack, uma versão mais potente do 440, tinha três carburadores de dois corpos, gerando 390 cavalos de potência e 490 libras-pé de torque. Essa opção custava 119 dólares a mais do que o Magnum.

Outra opção era o 426 Hemi, um V8 de 426 polegadas cúbicas (7 litros) com duas válvulas por cilindro e dois carburadores de quatro corpos. Esse motor era capaz de entregar 425 cavalos de potência e 490 libras-pé de torque. Mas essa opção tinha um preço salgado: 648 dólares a mais do que o Magnum.

Motor V8 Magnum

Motor V8 Magnum

Leia também: Tudo sobre: Nissan 350Z 2006

Especificações dos motores

Os motores do Charger R/T 1970 tinham diferentes cilindradas, potências, torques, taxas de compressão e carburadores. O motor 440 Magnum tinha uma cilindrada de 439,7 polegadas cúbicas ou 7206 centímetros cúbicos, uma potência de 375 cavalos ou 380 PS ou 279 kW, um torque de 490 libras-pé ou 665 newtons-metro, uma taxa de compressão de 10,5:1 e um carburador de quatro corpos. Já motor o 440 Six-Pack tinha as mesmas cilindradas, torques e taxas de compressão do 440 Magnum, mas uma potência maior de 390 cavalos ou 395 PS ou 291 kW e três carburadores de dois corpos. O motor 426 Hemi tinha uma cilindrada de 425,6 polegadas cúbicas ou 6974 centímetros cúbicos, uma potência de 425 cavalos ou 431 PS ou 317 kW, um torque de 490 libras-pé ou 665 newtons-metro, uma taxa de compressão de 10,25:1 e dois carburadores de quatro corpos.

Presença no cinema

O Charger R/T 1970 é um carro que ficou famoso por sua participação em diversos filmes e séries de TV. Um dos mais conhecidos é o filme Velozes e Furiosos, em que o personagem Dominic Toretto (Vin Diesel) tem um Charger R/T 1970 preto guardado em sua garagem. Esse carro aparece em quatro filmes da franquia, sendo usado em perseguições e corridas.

Outro filme que tem um Charger R/T 1970 é Dirty Mary Crazy Larry, de 1974, em que os protagonistas usam o carro para fugir da polícia após um assalto. O carro é pintado de amarelo com uma faixa preta no capô.

Séries de TV como Os Gatões, de 1979 a 1985, utilizaram o Charger R/T 1970, conhecido como General Lee, com uma pintura laranja e uma bandeira confederada no teto. Além disso, em Knight Rider, de 1982 a 1986, o Charger R/T 1970 desempenhou o papel de um dos inimigos do KITT, o carro inteligente da série.

Dodge Charger R/T 1970 de Toretto, o carro do filme contava com um motor supercharger do tipo blower

Dodge Charger R/T 1970 de Toretto, o carro do filme contava com um motor supercharger do tipo blower

Leia também: Motor 1.0, aspirado, a diesel: aprenda mais sobre motores

Preços de um Dodge Charger R/T 1970 hoje em dia

O Charger R/T 1970 é um carro muito raro e valorizado no mercado de colecionadores, especialmente os modelos com os motores mais potentes. Segundo o site HotCars, um Charger R/T 1970 com o motor 440 Six-Pack pode custar entre 80 mil e 120 mil dólares, dependendo do estado de conservação e da originalidade.

Um Charger R/T 1970 com motor 426 Hemi pode valer mais de 200 mil dólares, sendo um dos muscle cars mais caros. Em 2019, um desses foi leiloado por 253 mil dólares, sendo um dos 42 produzidos com esse motor naquele ano.

No Brasil, o Charger R/T 1970 é ainda mais raro e caro. Além disso, poucos modelos foram importados ou produzidos localmente. Segundo o site Muscle Car Facts, o preço médio de um Charger R/T 1970 no Brasil é de cerca de 1.200.000 reais.

Uma curiosidade única dele

Uma curiosidade única do Charger R/T 1970 é que ele foi o primeiro e único ano em que o carro teve o capô Shaker como opção. Esse capô tinha uma abertura que permitia que o ar entrasse diretamente no motor, aumentando a potência. O nome Shaker vem do fato de que o capô se movia junto com o motor, dando a impressão de que ele estava tremendo.

O capô Shaker era disponível apenas para os modelos com os motores 440 e 426 Hemi, e custava 97 dólares a mais do que o capô normal. Os colecionadores procuram muito o capô Shaker, que era uma das características mais marcantes do Charger R/T 1970.

Capô Shaker é um estilo de capô de carro com abertura de ar e um shaker scoop que vibra em resposta ao motor.

Capô Shaker é um estilo de capô de carro com abertura de ar e um shaker scoop que vibra em resposta ao motor.

Post Comment