×

Donos de carros elétricos podem começa a pagar IPVA mais caro: entenda como

Donos de carros elétricos podem começa a pagar IPVA mais caro: entenda como

Na última semana, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) discutiu um Projeto de Lei (PL) que propõe isenção de IPVA para veículos movidos a etanol, híbridos e a hidrogênio, desde que o valor do veículo não ultrapasse R$ 250 mil. No entanto, uma categoria importante ficou de fora dessa proposta: os carros elétricos a bateria.

A exclusão dos veículos elétricos gerou polêmica, considerando que eles são mais eficientes e ecológicos, não emitindo gases poluentes pelo escape. Até maio deste ano, foram emplacados 26 mil modelos de carros elétricos no Brasil, indicando um crescimento significativo desse mercado.

A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) manifestou repúdio à decisão, destacando que ignorar os veículos elétricos no incentivo fiscal vai contra as tendências globais e os compromissos ambientais assumidos pelo Brasil. Além disso, a exclusão dificulta a expansão desse mercado e desestimula a adoção de tecnologias limpas e eficientes.

O governador Tarcísio de Freitas, autor do PL, afirmou que o projeto privilegia a indústria local e o etanol como “matriz energética selecionada”. No entanto, críticos argumentam que essa abordagem pode prejudicar a transição para fontes de energia mais sustentáveis.

Em resumo, a exclusão dos carros elétricos do projeto de isenção de IPVA em São Paulo levanta questões importantes sobre a política de incentivos fiscais e o papel dos veículos elétricos na redução da poluição e das emissões de gases de efeito estufa.

Post Comment