×

Aston Martin Valkyrie: o hibrido que desafia os limites da performance

Aston Martin Valkyrie: o hibrido que desafia os limites da performance

O Aston Martin Valkyrie é um dos carros mais radicais e poderosos já criados, combinando um motor V12 de 6,5 litros com uma carroceria e um design aerodinâmico de fibra de carbono 100%. Ele é fruto de uma parceria entre a Aston Martin e a Red Bull Racing, com tecnologia avançada e engenharia para superar as fronteiras da performance.

O desafiador design do Valkyrie

A equipe de design da Aston Martin, em colaboração com Adrian Newey, o chefe técnico da Red Bull Racing e o designer de F1 mais bem-sucedido do mundo, concebeu o Valkyrie. Este carro de pista, que pode ser usado e apreciado na estrada, apresenta um visual impressionante que reflete sua proposta.

Divulgação/Aston Martin

Divulgação/Aston Martin

A forma radical que é totalmente otimizada para a performance integra uma grade superior que lembra os modelos tradicionais da Aston Martin ao carro. O exterior aerodinâmico e o assoalho aberto maximizam a pressão aerodinâmica e aproveitam a atmosfera ao redor do Valkyrie. A carroceria é toda de fibra de carbono, minimizando o peso e aumentando a relação potência-peso.

Leia também: Tipos de carroceria de carros: saiba quais são e como escolher o melhor para você

Performance excepcional

O Valkyrie tem uma performance extraordinária, que se aproxima o máximo possível de ser um carro de Fórmula 1 sem ser restrito à pista. Ele tem uma potência de 1.160 cv, gerada pelo motor V12 de 6,5 litros desenvolvido com a Cosworth, que é auxiliado por um motor elétrico de 160 cv que fornece um impulso de potência. O sistema híbrido usa uma bateria de 1,3 kWh da Rimac, que recupera energia nas frenagens.

<yoastmark class=

O carro tem uma transmissão de sete velocidades da Ricardo, de embreagem única e automatizada, que permite trocas rápidas e precisas. O Valkyrie também tem um sistema de suspensão inovador, que usa braços oscilantes e amortecedores hidráulicos, que se adaptam às condições da pista e da estrada. O carro tem uma velocidade máxima de 355 km/h e pode acelerar de 0 a 100 km/h em cerca de 2,5 segundos.

Leia também: Carros que sairão de linha no Brasil em 2024: veja a lista completa

Exclusividade e luxo

A fabricação do Valkyrie é extremamente exclusiva, com a empresa limitando a produção a apenas 150 unidades para o mercado global, todas já vendidas por um preço base de US$ 3,5 milhões. Além disso, há uma versão ainda mais rara chamada AMR Pro, destinada exclusivamente para uso em pista, com apenas 40 unidades fabricadas.

Divulgação/Aston Martin

Divulgação/Aston Martin

O carro também oferece um nível de luxo e personalização que se espera de um Aston Martin. O interior é minimalista e funcional, mas com materiais de alta qualidade e acabamento refinado. O carro tem portas do tipo asa de gaivota, que se abrem para cima, e um teto removível, que permite uma experiência de condução ao ar livre. O Valkyrie também tem um painel digital, um volante multifuncional e um sistema de som premium. A empresa pode customizar o carro de acordo com as preferências do cliente, desde a cor da carroceria até os detalhes do interior.

Leia também: Body kit para carros: o que são, como funcionam e quais os benefícios

Conclusão

O Aston Martin Valkyrie é um carro que desafia os limites da performance, combinando um motor V12 híbrido com uma carroceria e um design aerodinâmico de fibra de carbono 100%. Ele é fruto de uma parceria entre a Aston Martin e a Red Bull Racing, com tecnologia avançada para superar as fronteiras da performance. Ele é um carro extremamente exclusivo e luxuoso, que oferece uma experiência de condução única e emocionante.

Siga o Mundo Motorizado nas redes sociais: https://linktr.ee/sitemundomotorizado
Instagram: https://www.instagram.com/sitemundomotorizado/
Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=61555939083743
Tiktok: https://www.tiktok.com/@sitemundomotorizado?lang=pt-br
Canal no Telegram com as últimas notícias: https://t.me/sitemundomotorizado

1 comment

Post Comment